sábado, março 28, 2009

A vida imita a vida: pessoas comuns parecidas com celebridades


Realmente, de tempos em tempos, parece mesmo que a vida imita a própria vida, e a arte imita consequentemente também à vida em suas associações literárias com o real. Tempos atrás li o livro de Alain de Botton "Como Proust pode mudar sua vida", em que o filósofo e escritor analisava a obra-prima de Marcel Proust "Em Busca do Tempo Perdido", com esse enfoque sociológico e filosófico, além do literário.
Numa das passagens mais interessantes, de Botton diz:

“A possibilidade de estabelecer associações visuais entre pessoas que circulavam em mundos aparentemente tão diferentes explica a tese de Proust de que 'esteticamente, o número de tipos humanos é tão restrito que com frequência acontece, onde quer que estejamos, termos o prazer de encontrar pessoas conhecidas'” (DE BOTTON, 1997, p. 26).

Não diria apenas esteticamente, mas pela empatia também, pois além de reconhecermos os traços fisionômicos de um conhecido ou celebridade em algum ilustre desconhecido, têm certas pessoas de nosso círculo de amizades que lembram a outras, ainda que nem sempre percebamos à primeira vista. Mas com o tempo de convívio, logo associamos um sorriso, olhar, um jeito de andar ou falar a alguém de nossa memória. Noutras, como Erico Veríssimo comentou em sua autobiografia, remete a personagens de livros e filmes, pois realmente "o número de tipos humanos é restrito", e com frequência reconhecemos uma dona de casa com traços de personagem bíblica; um professor severo com traços de soldado alemão; uma criança com a personagem de alguma fábula, pois o cinema nos legou uma memória estereotipada (às vezes até maniqueísta) de seres que existem apenas em celulose, agora vídeo, por conta da intenção de um autor, diretor, produtor em descrever ou ilustrar tal personagem com determinadas características.
Não podemos confiar cegamente em nossa memória, que é falha, e que associa ilustres desconhecidos à celebridades ou pessoas conhecidas de nosso meio, por sugestão de seus arquétipos e estereótipos.
Caso emblemático disso tudo é essa brincadeira que blogs e sites fazem com os BBBs. A imagem acima é fruto dessa associação entre o rosto de um integrante do reality show com duas celebridades que formam o novo BBB, em sua versão de nº 9. Cliquem duas vezes sobre a imagem para ver as fotografias em tamanho maior e deem boas risadas.
Como disse o blog de onde extraída a imagem:
"O Kibe Loco todo ano publica os BBBizarros, este ano resolvemos não esperar e saímos na frente dele. Pois é caro leitor, kibamos o Kibe!
A fórmula dos reality-shows é sempre a mesma, colocar gente desconhecida que parece com celebridade só pra economizar no cachê. Então, segue abaixo a fórmula do BBB9, vejam no que dá a mistura de celebridades(!?)."

Parece que a vida imita a vida mesmo, com as suas devidas ressalvas.

Observação: Imagem acima, extraída da internet, do endereço abaixo
http://www.percatempoagora.com.br/blog/?tag=celebridades-parecidas-com-participantes-do-bbb

3 Comments:

Blogger Robson Freire said...

Olá amigo Zé

Eu sempre que olho a sua foto lembro do Marcão que jogou no Inter e hoje esta no Palmeiras.

Eu estava a tempos para falar contigo sobre isso e agora tu escreves este post. Muito legal.

Eu sempre olho para alguem e tento fazer um paralelo com alguem ou alguma celebridade pois assim fica mais fácil resgatar da memoria o nome e a pessoa.

Valeu a postagem.

23:14  
Blogger José Antonio Klaes Roig said...

Oi, Robson, acho que já tinhas comentado sbre essa semelhança. hehehehe
Pois é, amigo, associamos muitas vezes essa empatia com umd esconhecido talvez por essa transferência involuntária que a memória faz. Outra "peça" que a memória nos prega é quando vemos a silhueta de alguém distante e o mecanismo associativo já busca em nosso banco de dados e imagens alguém pareciido, até que a pessoa se aproxima e nos damos conta que não é quem pensávamos. Curioso e interessante.
Brigadão pela visita e comentário. Um abração,

08:09  
Anonymous Anônimo said...

não sei por que as pessoas veem artistas como pessoas diferentes ou melhores (para mim artistas são do povo, ou seja, pessoas manipuladas pela mídia).
a sociedade sempre teve um emburrecimento químico.

05:39  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home