sábado, fevereiro 21, 2009

A imagem inversa e a linguagem invertida


A internet é meio labiríntica, e não sei como foi que, de link em link, acabei chegando no início desse mês no
blog do Zeca Camargo, no portal G1, por conta talvez do título de uma de suas postagens, chamado "Porque me ufano de meu país (bis)".
Ilustrando o post, a original e criativa imagem de Obamis (nosso saudoso Mussum, de Os Trapalhões). Tive que deixar um recado lá, com o seguinte teor:

"Oi, Zeca. Realmente, a criatividade na Terra Brasilis é insuperável, por esse jeito de ver o universal a partir do particular. Uma grande sacada do autor, e uma sutil crítica política. Alguma coisa de Lampedusa? A história se repete, primeiro como tragédia (drama) e depois como farsa (comédia)? Uma imagem, quando bem construída, vale mesmo por mil palavras… Hehehe… Um abraço, Zé."

Depois, li mais alguns comentários (fui o de nº 127), e um deles me chamou a atenção pelo seu conteúdo que merece ser destacado, principalmente pela curiosa mensagem que traz ao final do mesmo. Leiam e reflitam.

.......

Comentário de Luiz André Barata, em 20 de Janeiro de 2009 as 6:10 pm, sobre o post "Obamis":

Parabéns pela inventividade, Sandro Menezes.
Parabéns pela captura Zeca Camargo.
Se o OBAMIS fosse um Político brasileiro como a grande maioria deles faria um discurso de posse mais ou menos assim,

ANTES DA POSSE:

“Nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar nossos ideais
Mostraremos que é grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo de nossa ação.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos nossos propósitos mesmo que
os recursos econômicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.”

E DEPOIS DA POSSE?

É só ler o texto acima novamente… de baixo pra cima!

Observação: Imagem acima, extraída do blog do Zeca camargo, no endereço abaixo
http://colunas.g1.com.br/zecacamargo/2009/01/19/porque-me-ufano-de-meu-pais-bis/#comments

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home