sábado, dezembro 06, 2008

Palestra no X Seminário da Aphac-Norte

Ensaio O Pintor de Retratos
Mais uma vez tive o privilégio de palestrar no Seminário da Associação de Patrimônio Histórico Artístico e Cultural de São José do Norte - Aphac/Norte, dessa feita, em sua 10ª edição.
Ano passado, o seminário ocorreu paralelo a Semana do Município e a Feira do Livro, da qual (em sua 16ª edição) tive a surpresa e a satisfação de ser escolhido seu primeiro patrono. Naquela oportunidade, palestrei sobre a questão da identidade gaúcha a partir da obra de Erico Veríssimo, entre o gaúcho típico e seu arquétipo.
Nessa 6ª feira, dia 05/12, abordei o tema O pintor de retratos: entre o universal e o particular; adaptação do ensaio acima, elaborado durante a disciplina de História e Literatura, para a profª. Núbia Hanciau, durante o mestrado em Letras (FURG), área História da Literatura.
No seminário deste ano, apresentei em slides, a adaptação resumida do referido ensaio, incuindo algumas imagens (dentre elas a Foto do Destino, peça chave na novela de Assis Brasil); dentro do tema da sustentabilidade, proposto pelos organizadores, fazendo um paralelo com o outro pintor de retratos, nascido em São José do Norte, que por acaso é meu pai, o artista plástico José Américo Roig, o Zeméco, que também preserva um pouco da história do município, através de sua visão e arte.
Pelo blog Olhar Virtual (http://olharvirtual.blogspot.com), criado por mim, para fazer uma espécie de inventário de vida e obra de Zeméco, é possível acompanhar em suas telas, retratos de figuras ilustres (o universal), junto a pessoas da comunidade (o particular); além de paisagens e casarios que não existem mais. Preservar a memória de uma comunidade através de arte, da cultura, da história e da literatura são também formas de exercício de sustentabilidade.
Na oportunidade, apresentei aos presentes a idéia de que a pintura remete à literatura e a fogografia à história, dadas as devidas proporções, em vista de que a história pretende ser um retrato fiel (um instantãneo) da sociedade, enquanto que a literatura busca a recriação, carregando muitas vezes nas "tintas" de uma narrativa.
Agradeço, mais uma vez, aos integrantes da Aphac-Norte, a gentileza do convite, possibilitando-me discutir com a comunidade temas relativos à História e à Literatura, entre o universal e o particular.

Observação: o ensaio acima, protegido pela lei de direitos autorais, pode ser baixado livremente do endereço abaixo, desde que reproduzido sem alterações e divulgado a sua autoria.
http://www.scribd.com/doc/8695892/Ensaio-O-Pintor-de-Retratos

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home