quinta-feira, dezembro 17, 2009

Headmouse: tecnologia que permite pessoas com tetraplegia acessarem o computador



A imagem acima, diz respeito ao software Headmouse , desenvolvido para possibilitar que pessoas com tetraplegia possam acessar o computador, e descobri ao visitar o blog Sobre Educação, da coleg'amiga Elisângela Zampieri, professora da educação especial, da cidade de Curitibanos - SC - Brasil. Abaixo, a íntegra da postagem de Elis no Sobre Educação:

"Uma tecnologia inovadora desenvolvida pela Universidade de Lleida, na Espanha, permite que pessoas tetraplégicas possam acessar o computador somente com movimentos faciais: olhos, cabeça, lábios...

Isso é possível graças à um sistema de captura de imagem através de uma câmera (webcam) sendo que qualquer modelo pode ser utilizado. A câmera faz o reconhecimento da imagem através de um sistema de calibração. Para que a imagem seja reconhecida, basta que o usuário faça alguns movimentos com a cabeça, olhos e sobrancelhas...Uma imagem que mostra o ritmo certo do piscar dos olhos ajuda na calibração.

Capturada a imagem, esta aparece no canto inferior direito da tela, limitada por um quadrado que centraliza o rosto da pessoa com um sinal em forma de cruz. A cor verde significa que já é possível navegar, através de movimentos leves da cabeça e dos olhos que direcionam o mouse.

A opção do clique pode ser feita através das configurações (clicando sobre a imagem do usuário) onde podem ser selecionadas as opções de piscar os olhos ou pelo movimento de abrir e fechar dos lábios. É possível definir ainda, a velocidade com que o mouse irá se mover, escolher uma opção para os cliques e arrastar os conteúdos selecionados pelo mouse.
Para que o reconhecimento da imagem seja facilitado é importante que a câmera esteja devidamente centralizada e que, ao fundo haja uma imagem estática (uma parede, por exemplo).

A digitação de textos também é possível de ser realizada, bastando que para isso o usuário localize nas opções de acessibilidade do seu sistema operacional o teclado virtual que, aparecendo na tela do computador, procede-se clicando sobre as letras normalmente.

Com um pouco de treino e controle motor, em pouco tempo o usuário estará interagindo com a máquina de forma autônoma e habilitado a efetuar comandos como executar programas, digitar e navegar pelas páginas.

O download do programa pode ser feito
aqui ".

Fonte da postagem:

http://sobreeducacao.blogspot.com/2009/11/headmouse-tecnologia-permite-pessoas.html

Eu, José Roig, particularmente, tenho a opinião de que, assim como na Fórmula 1, muitos dos recursos tecnológicos criados para as supermáquinas e seus grandes pilotos posteriormente passam a ser utilizados nos automóveis em geral; assim acontece com as pesquisas e os recursos desenvolvidos para a acessibilidade de pessoas que possuam necessidades especiais.
O caso do Headmouse é um deles.
Muitos dos recursos de toque na tela e outras funções de acessibilidade, posteriormente passam ser incorporadas a jogos e outras possibilidades de interação (pessoas e máquinas, pessoas e pessoas, através das máquinas) em nosso cotidiano.
No caso do software que nos é apresentado pela colega e amiga Elis Zampieri é também um exercício de se colocar no lugar do outro, e de sentir a sua necessidade.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home