sábado, fevereiro 09, 2008

Projeto de Informática na Educação Especial na Revista Carta na Escola


Publicada na edição de nº 23, da revista Carta na Escola, a reportagem feita por Michel Daoun, com o título Acesso ilimitado: Projetos no laboratório de informática e novos equipamentos apresentam um novo mundo aos alunos com necessidades especiais, que aborda o projeto desenvolvido em parceria entre o Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) Rio Grande/18ª CRE e as professoras da Educação Especial da EEEF Barão de Cêrro Largo, do município de Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil, que trata de inclusão tecnológica, educacional e social com alunos portadores de necessidades educativas especiais (PNEEs), nas áreas de deficiências mental; visual (cegos e baixa visão); surdez e altas habilidades/superdotação, além de uma turma de 4ª série inclusiva. Projeto coordenado por mim, desde 2005, totalizando na edição 2007: 11 turmas, 13 educadores e 80 alunos atendidos, além de voluntários. Nesta parceria, o NTE cede o laboratório e dois multiplicadores (eu e minha colega Janaina), e a escola participa com as turmas e professores da área da educação especial. Para cada turma e necessidade há uma abordagem diferenciada, levando em conta o tempo de aprendizagem das mesmas. Primeiramente, o contato direto com o equipamento (mouse, teclado, monitor, ambiente windows, ligar e desligar o computador); depois, alguns jogos educacionais, para agilizar o uso do mouse, o desenhar no paint, para nos encontros seguintes, ensinar o uso do editor de texto, de copiar e colar imagens, abrir pastas, pesquisar na internet; até que num estágio mais avançado, dependendo do andamento da turma, partirmos para projetos de aprendizagem, envolvendo a tecnologia educacional, utilizando como refencial teórico o construtivismo, e os conceitos da flexibilidade cognitiva e da aprendizagem significativa. Em março do corrente ano, a equipe do NTE estará construindo página no ambiente wiki para divulgar este e outros projetos educacionais.
Observação: Foto acima, turma 4ª série inclusiva 2007, da turma Simone Zogbi, em atividade no projeto Hagaquê, de construção de histórias em quadrinhos, utilizando fotografias tiradas pelos alunos, em passeio feito pela Escola Barão a uma charqueada gaúcha, onde foi sugerido aos alunos que fossem autores e personagens das próprias HQs. O resultado foi muito produtivo e interessante.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home