domingo, setembro 09, 2007

Certezas e dúvidas

Gosto muito de comentar com meus alunos, sejam adolescentes, ou professores cursistas em informática educativa, que temos na vida mais dúvidas do que certezas. E até desconfio daquelas pessoas que estão sempre certos demais sobre tudo e todos. Claro, devemos ter uma opinião a respeito de tudo, como dizia a canção de Belchior, e defender nosso ponto de vista, mas não a extremos de não reconsiderar quando estivermos equivocados, preferindo continuar repetindo os mesmos erros.
Em 43 anos de viagem pelo planeta Terra, 15 anos na área da educação (nas mais diversas funções e atividades), e 06 anos trabalhando com informática educativa e tecnologia, tenho uma única certeza na vida: DE QUE DÚVIDAS SEMPRE TEREI...
E, graças a essa consciência do irremediável, acabo sempre tendo uma postura de mediação e de busca de parcerias. Por mais dedicado que sejamos, nunca saberemos tudo, pelo contrário. Por mais que queiramos nos especializar em algo, uma vida inteira e mais seis meses é insuficiente para abarcar todo o conhecimento do mundo numa única área. Como já disse noutras postagens, pra mim gênio, se houve algum sobre a face da terra, foram os homens das cavernas, que descobriram a roda, o fogo, sobreviveram e nos permitiram alcançar a eternidade através das gerações sem ter nenhum professor para ensiná-los. Hoje, todo educador foi formador por outro e outro e outro... E formará jovens que serão educadores de outros, outros e mais outros.
Ter a consciência que a dúvida faz parte do experimento, seja educacional ou tecnológico, e que aquele que quer iniciar algum projeto sem dúvida alguma, já estará queimando etapas, pois por melhor teoria que lhe dê suporte é na prática que vemos o que funciona ou não, e o que deve ser mantido ou mudado.
Então, viva às dúvidas, pois de certo mesmo é que as certezas não existem... A não ser aquela que carrego comigo, desde que me entendo por gente: A ÚNICA CERTEZA QUE TENHO É A QUE DÚVIDAS SEMPRE TEREI... Quando se trabalha em equipe, dividindo tarefas, as dúvidas se fragmentam e os objetivos e as certezas provisórias acabam sendo alcançados no trabalho compartilhado.
Observação: Imagem acima, extraída da internet, intitulada Decalcomania, de René Magritte.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home