sexta-feira, maio 18, 2007

Ciência e Televisão

Texto para reflexão, extraído do portal FolhaOnLine (www.folha.com.br):
Brasileiro gosta mais de ciência do que de política, aponta pesquisa
Por Vinicius Abbate da sucursal de Brasília da Folha de S.Paulo
Os brasileiros se interessam mais por ciência do que por política. É o que revela pesquisa divulgada ontem pelo Ministério da Ciência e Tecnologia. Quando estimulados a responder sobre o nível de interesse que têm sobre ciência, 41% disseram ter "muito interesse". Quando o assunto é política, o índice de pessoas que dizem ter "muito interesse" cai para 20%.Entre os assuntos científicos mais atrativos, informática ocupa o primeiro lugar, com 36% das opiniões. Informações sobre novas descobertas da ciência vêm depois, com 35%, seguidas de notícias sobre novas tecnologias, com 30%.O estudo do ministério tem por objetivo avaliar a percepção que o público tem da ciência. A pesquisa ouviu 2.004 pessoas com mais de 15 anos de idade e tem por base os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).A pesquisa também aponta que a televisão é o meio de comunicação mais usado para a assimilação da ciência. Quinze por cento dos entrevistados dizem ver com freqüência programas que tratam do assunto. Os jornais e as revistas vêm em seguida, com 12% cada. Conversa entre amigos é o quarto meio, com 11% das respostas. A internet fica em quinto, com 9%, e depois o rádio, com 5%. Apenas 4% já foram alguma vez a um museu de ciência.Os jornalistas são os mais citados como fontes confiáveis de informação, com 27% das repostas. Os médicos ficam em segundo, com 24%. Os pesquisadores de universidades ficam só em terceiro, com 17%.
Desinteresse. A outra ponta do levantamento procurou revelar o motivo do desinteresse por parte de alguns. Trinta e sete por cento dos entrevistados disseram não se interessar por ciência e tecnologia porque não entendem do assunto, e 24% dizem não ter tempo para isso."A sociedade brasileira não tem percepção de quanto a ciência é importante", disse o ministro da ciência e tecnologia, Sergio Rezende, durante a apresentação da pesquisa. "Espero que a criação da TV pública crie outras oportunidades além da programação das novelas. A TV pública terá importante papel educacional e na divulgação da ciência."

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home