domingo, dezembro 16, 2007

Escolha o seu sonho (sugestão de leitura)

Terminei de ler hoje o livro Escolha o seu sonho, com crônicas de Cecília Meireles, publicado em 1964. Conhecia uma parte de sua obra em verso, mas desconhecia este livro em prosa. Foi uma leitura extremamente agradável, e surpreendente. Primeiro, como coloquei em postagem anterior, a respeito do texto TEMPO INCERTO, que escrito há 43 anos atrás, se divulgado sem autoria e tempo de escritura, poderia se passar por uma crônica dos dias atuais. Outra crônica, intitulada Do Diário do Imperador, também me chamou demais a atenção, pelo fato de Cecília comentar alguns fragmentos do diário de Dom Pedro II, que retratam o seu tempo, mas dá para compreender, através de suas reflexões, um pouco de nossa essência política, que infelizmente parece inalterada com o passar dos tempos e das CPI's. Vejam alguns exemplos das palavras de D. Pedro II:
"Muitas coisas me desgotam; mas não posso logo remediá-las e isso aflige-me profundamente. Se ao menos eu pudesse fazer constar geralmente como penso! Mas para quê - se tão poucos acreditariam nos embaraços que encontro para que eu faça o que julgo acertado! Há muita falta de zelo, e o amor da pátria só é uma palavra - para a maior parte!"
Li essa crônica, posteriormente a não aprovação da continuação da CPMF, que embora um imposto a mais, teve na oposição um componente parece-me muito mais político partidário, do que ético, até pelo fato de quem foi agora (na oposição) contrário a sua prorrogação, quando na situação, foi seu autor... Vejam esse trecho:
"Tudo inventam; e triste política é a que vive de semelhantes embustes quando tantos meios honestos havia de fazer oposição; mas para isso é necessário estudar as necessidades da Nação - e onde está o zelo?"
Pois é, onde está o zelo de seguidas oposições que fazem a tal oposição mais a Nação, com suas atitudes de inviabilizar um governo. E quando retornam ao poder, lamentam-se dos fatos que fizeram quando oposição pela oposição pura e simplesmente. Opor-se a alguém ou algo, deveria ser baseado em convicções e não em conveniências momentâneas, como é feito neste país, desde que foi descoberto em 1500. Observem este outro fragmento do diário do Imperador:
"Na educação da mocidade é que sobretudo confio para regeneração da pátria. Gritam que se não pode chegar ao poder senão fazendo oposição como a fazem; mas, quando no poder, não sofrem do mal que fomentaram? A imprensa é inteiramente livre, como julgo deva ser, e na Câmara e no Senado a oposição tem representantes; mas que fazem estes pela maiori parte?"
O que fazem nossos "representantes", que investem milhões em campanhas, para um salário que durante um mandato será impossível de por meios lícitos recueprar a décima parte deste investimento? O que fazem além de defender seu quinhão?
Ao falar da coisa pública, D. Pedro II foi extremamente atual com seu tempo e também com o nosso, mesmo sem ter "bola de cristal":
"... Mas tudo custa a fazer em nossa terra e a instabilidade de ministério não dá tempo aos ministros para iniciarem, depois do necessário estudo, as medidas mais urgentes. É preciso trabalhar, e vejo que não se fala quase senão em política, que é, as mais das vezes, guerra entre interesses individuais".
Como Cecília destaca, D. Pedro II "deixou fama de sabedoria, e comparando-se as modestas (mas importantíssimas) observações de seu diário com a verborragia demagógica de que ainda somos vítimas, e dos males que a acompanham, compreende-se que muita gente desesperada até pense em tornar-se monarquista"; mas como a própria Cecília ressalta: "... convém não esquecer estas palavras do próprio Imperador: 'Nasci para consagrar-me às letras e às ciências; e, a ocupar posição política, preferiria a de presidente da República ou ministro à de imperador".Há mais de cem anos, o imperador do Brasil escreveu em seu diário algo que permanece imutável, para nossa sina na Terra Brasilis:
"A falta de zelo; a falta de sentimento do dever é nosso primeiro defeito moral. Forçoso é, contudo, aceitar suas conseqüências, procurando, aliás, destruir esse mal que nos vai tornando tão fracos". Creio que a educação e os jovens, como o próprio imperador sugeriu, sejam o caminho mais efetivo para essa mudança.
Escolha o seu sonho, livro de crônicas de Cecília Meireles (foto da capa acima) é uma indicação de leitura que sugiro àqueles que gostam de beber na fonte dos clássicos da literatura, trazendo curiosas reflexões sobre o seu cotidiano que ainda repercutem em nosso dia-a-dia.

1 Comments:

Blogger dong dong23 said...

lebron james shoes 2015
tiffany jewelry
tods outlet
tory burch sale
cheap jordans
louis vuitton outlet
nike air max 90
nike air huarache
kate spade
ray ban sunglasses
coach outlet
michael kors outlet
giuseppe zanotti sneakers
michael kors outlet
jordan 4 toro
coach outlet
michael kors handbags
ray-ban sunglasses
christian louboutin sale
cartier watches
coach outlet
michael kors outlet
coach factorty outlet
coach outlet
ray ban wayfarer
burberry outlet online
beats wireless headphones
basketball shoes
fitflops
louis vuitton handbags
louis vuitton outlet
cheap ray ban sunglasses
coach outlet online
ray ban sunglasses
timberland boots
replica watches
jordans for sale
true religion jeans
louis vuitton
nike air max
20164.18wengdongdong

00:24  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home