segunda-feira, abril 16, 2007

Uso de blogues na educação

Algumas escolas e até universidades proíbem, em seus laboratórios de informática, o acesso a blogs, fotologs, MSN, orkut, chats e outros recursos que a tecnologia vem cada vez mais cativando nos jovens. Tudo bem que o uso ostensivo e sem fins pedagógicos nem controle desses recursos em ambiente público deve ser desestimulado. Mas generalizar, como a maioria faz, é um contrasenso, pois todos esse meios podem ser, se bem usados, uma ferramenta de interação aluno-professor.
Como já postei tempos atrás: Em 2006, numa turma inclusiva de 4ª série do ensino fundamental, como alunos ouvintes e surdos, usei o chat (sala de bate-papo) não apenas para interação de uns com os outros, mas deu mesmo com todos, combinando as atividades a serem feitas posteriormente com a utilização de sites de busca e pesquisa. Foi muito producente, até pelo fato que naquele momento a profª responsável precisou se ausenter por alguns instantes e a atividade não ficou interrompida, já que não domino a Libras - Língua Brasileira de Sinais.
O MSN (messenger) pode também proporcionar a troca de informações com colegas de trabalho ou de curso. O torpedo de celular tem revolucionado a troca de informações.
Blog então nem se fala... Proibir o acesso a blogs é o mais contraditório, se levarmos em conta a grande quantidade desses diários virtuais dedicados à educação, que remetem a outros blogs educativos, que remetem a outras, aumentam e muito e rede de troca de informação e experiências. São educadores que criam blogs pra divulgar a produção de seus alunos; são alunos que aprendem a fazer blogs pra divulgar seus trabalhos, sua produção artísitica.
Proibir por proibir, seja o que for, sem maiores divagações, é como aquela história de não simpatizar com alguém sem nunca ter trocado sequer uma palavra. Tipo: "Não gosto da cara dele, nem sei o motivo, e ponto final".
Hoje, os blogs são meios instatâneos, criativos e muitos eficientes de divulgar atividades educativas, embora, por ironia, boa parte deles esteja proibida à visitação em laboratórios de informática escolares e universitários. Essa postagem é uma provocação, levando a reflexão para usos e costumes do cotidiano.
Modernidade não é apenas a colocação várias máquinas num local de acesso ao público, mas saber dinamizar a sua utilização...

Obs.: Imagem acima intitulada "To reconcile the inevitable" (algo como "para reconciliar o inevitável", tradução livre minha), de Jude1984 (pseudônimo do autor).

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home