domingo, fevereiro 18, 2007

TV & Digital


Televisão e impressão digital, assim como inclusão digital e exclusão social, estão mais próximas do que se pensa.
A televisão busca avanços tecnológicos, como a TV Digital, que irá revolucionar a forma de ver, ouvir e assitir TV, dizem.
Entretanto, apesar da TV ser um dos meios de comunicação de massa de maior penetração em todas as camadas da sociedade, sua programação, embora não tenha a atribuição de ser educativa, acaba sendo o primeiro educador na vida de uma criança, quando a família é ausente (por omissão ou necessidade de sobrevivência).
O primeiro educador, na vida de uma criança, deveria ser seu responsável, em segundo plano a escola, e em terceiro lugar, como fonte de informação acessória, a televisão... Infelizmente, parece que essa "hierarquia" não vigora mais. Primeiro vem a TV, antes da idade escolar, depois vem a escola... Diante do contingente cada vez maior da dados estatísticos sobre violência escolar, evasão, repetência, baixo rendimento, uso de drogas, DST etc, pergunto: Onde está a família?
O desenho acima, recorda-me a imagem estampada em uma camiseta de um professor, num encontro de educadores, do qual participei, em que trazia ao lado da impressão digital a seguinte e sugestiva frase: "Se não existisse o professor, essa seria a sua assinatura!" Nada mais direto, franco e realista.
Por sinal, a impressão digital ainda é uma das formas mais diretas de identidade. Ninguém tem uma mesma impressão digital, e somos hoje mais de 6 bilhões de seres humanos, povoando um pequeno planeta azul, terceiro em torno do Sol.
Por falar em identidade, no atual contexto social em que vivemos, qual o papel da família, da escola, da religião, do Estado? Qual o verdadeiro papel do pai/mãe? Dos responsáveis? Do filho/aluno? Do professor? Do gestor escolar e do gestor público? Do poder judiciário? E tantos outros... Muitas interrogações em forma de anzóis para se pescar uma resposta para cada uma delas.
Tenho a impressão (digital?), que a impressionante TV digital, por si só, não será a solução para a educação, muito menos para a melhoria da qualidade da programação veiculada atualmente, calcado no mercadológico acima do pedagógico... Exceto, se formos daqueles que nos importamos apenas com a moldura e nem nos interessamos pelo quadro em seu interior. Som de CD, imagem de DVD, e a mesmas pegadinhas, reality shows, programas de fofocas e de exploração da miséria humana, na minha TV, faço questão de não captar o sinal...

1 Comments:

Blogger Teresinha Bernardete Motter said...

Zé, obrigada mas quem merece elogios és tu pela quantidade e qualidade de tuas postagens, Parabéns!
Tu viste que por teres colocado o tutorial do Bubleshare, teus links ficaram "lá embaixo". Para que eles "subam novamente",vá no código fonte do tutorial e diminua "width" e "heigth". Diretamente no modelo do teu blog.
bsj
Berna

18:04  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home